Notícias Corporativas

2014janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulho
2013janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2012janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2011janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2010janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2009janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2008fevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro

30 ago 2013   Comunicados de Imprensa

30% das infecções por malware espalham-se através de USB … estará a sua pen “limpa”?

Hoje em dia, a grande maioria dos utilizadores tem consciência das ameaças que se podem encontrar quando navega na Internet. De emails de phishing a links maliciosos ocultos em banners, navegar na Internet pode ser uma missão realmente perigosa se não se tomarem as devidas precauções. Mas então e as ameaças offline? É importante não esquecer que os equipamentos não estão apenas vulneráveis a ciberataques. É cada vez mais comum os cibercriminosos explorarem novas vias de ataque às suas vítimas, como é o caso dos dispositivos de armazenamento amovíveis.Com efeito, segundo o último relatório de malware da Kaspersky Lab, 30% das infecções de malware espalham-se através das memórias USB ou de cartões SD. Este tipo de dispositivos é frequentemente utilizado, tanto para partilhar documentos com os colegas de trabalho como para passar fotos a amigos e familiares. Ainda que pareçam inofensivos, se caírem em mãos erradas podem revelar-se muito perigosos.Um atacante pode infectar um equipamento com um malware introduzido numa memória USB, que depois de ligada ao computador da vítima pode continuar a espalhar esse mesmo malware por outros equipamentos. Estes dispositivos amovíveis também se podem utilizar para roubar informação directamente do computador ou, dado o seu tamanho tão pequeno

27 ago 2013   Notícias de Vírus

Malware: Android tornou-se no equivalente ao Windows no mundo dos smartphones

Relatório de Malware. Segundo trimestre 2013

23 ago 2013   Notícias de Vírus

Os 10 sintomas mais comuns de uma infecção no computador

Mesmo que se cumpram com rigor as mais básicas normas de segurança informática - actualização regular do sistema operativo e programas, evitar clicar em links suspeitos e ter uma solução antivírus instalada e actualizada - existe ainda assim o risco de vermos o nosso sistema infectado por malware

22 ago 2013   Notícias de Vírus

Jogadores online são alvo preferencial dos cibercriminosos

A propósito da realização da Gamescom (21-25 de Agosto de 2013), a Kaspersky Lab publica os números actuais das infecções dirigidas especificamente aos jogos online

21 ago 2013   Notícias de Spam

Mais de 40% do spam tem como objectivo roubar informação pessoal, incluindo dados financeiros

As notificações de falha de entrega de e-mailssão novoiscode spamO volumede spam no tráfego total deemailchegou aos70,7% no segundo trimestre de 2013A percentagem de mensagensdephishing no tráfego total deemaildiminuiu em 0,0016% e chegou aos0,0024%.Desde Fevereiro de 2013, a percentagem de spam no tráfego de correio electrónico tem sofrido poucas mudanças, de acordo com o último relatório de spam do segundo trimestre de 2013 da Kaspersky Lab. Este é o primeiro período em que se observou uma verdadeira estabilização no tráfego de email não desejado, já que nos últimos anos têm-se registado muitas flutuações no volume de spam.Entre as ameaças que se propagam por email, os ataques concebidos para roubar dados de acesso a contas de utilizador (nomes de utilizador e passwords), em particular para serviços de banca online, são os mais utilizados por parte dos cibercriminosos. Os números do relatório realizado pela Kaspersky Lab mostram que mais de 40% dos programas maliciosos enviados por correio electrónico têm como objectivo roubar informação pessoal, incluindo dados financeiros.Recentemente, os spammers começaram a enviar mensagens de correio electrónico com ficheiros anexos maliciosos desenhados para se assemelharem às notificações automáticas de erro de envio enviadas pelos servidores.Durante o segundo trimestre de 2013, a percentagem de

14 ago 2013   Notícias Corporativas

A luta contra o cibercrime: 5 casos de sucesso internacional

Lisboa, 14 de Agosto de 2013 - As fronteiras não existem para os cibercriminosos. E esse desprezo pelos limites leva-os a roubar num país, obter o dinheiro em numerário noutro e finalmente gastá-lo num terceiro. Graças ao esforço e colaboração entre as autoridades internacionais e o sector da segurança, a luta contra o cibercrime continua, no entanto, a somar importantes sucessos. A Kaspersky Lab mostra-lhe 5 casos em que os cibercriminosos não levaram a melhor.1. Assalto a farmácias online A operação Pangea6 da INTERPOL foi um claro um exemplo de cooperação internacional. A polícia trabalhou simultaneamente em 100 países e a operação conduziu a 58 detenções, ao encerramento de 9.000 sites e à confiscação de 9,8 toneladas de drogas perigosas vendidas sem receita através de farmácias online. Estas substâncias poderiam ter causado grandes danos à saúde pública já que são normalmente fármacos contrafeitos. Além disso, estes negócios farmacológicos costumam ser actividades acessórias de organizações dedicadas a outros tipos de cibercrime.2. Venda de cartões de crédito Cinco hackers procedentes da Rússia e Ucrânia roubaram mais de 160 milhões de números de cartões de crédito em New jersey, EUA. O gang entrou nas redes informáticas das companhias NASDAQ, Visa, 7-Eleven e JetBlue Airways, entre outras, e instalou programas que

12 ago 2013   Comunicados de Imprensa

Procura emprego? O que publica nas redes sociais pode prejudicar as suas hipóteses de o encontrar

10% dos candidatos a novo emprego entre os 16 e 34 anos já foram descartados devido aos seus perfis em redes sociais

← Previous   |   Top Of Page   |   Next →

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab

Todos os direitos reservados.