A Internet é, de facto, uma rede mundial onde quase tudo o que queremos ou de que temos necessidade pode ser encontrado, mas lembre-se – é também uma teia perigosa na qual as crianças podem cair



Como posso assegurar o bem-estar dos meus filhos online?

Pense, primeiro, nos possíveis perigos que eles enfrentam. Estes incluem:

  • Os chamados ‘drive-by downloads’ (ou seja, programas maliciosos que se instalam automaticamente no seu computador enquanto você vê uma página Web);
  • O risco da infecção através de programas de partilha de ficheiros ponto-a-ponto (P2P) que permitem o acesso de outrem ao seu computador;
  • Publicidade indesejada, inclusive pop-ups e programas adware: estes são, por vezes, instalados automaticamente com programas freeware disponíveis para download na Internet;
  • Conteúdo sexualmente explícito ou de outro modo impróprio;
  • Serem enganados de forma a revelarem informação pessoal (sobre si próprios ou sobre você);
  • Downloads piratas (p. ex. ficheiros de música ou vídeo);
  • Tornarem-se alvo de online bullying;
  • Serem abordados (em salas de chat, por exemplo) por pedófilos.

Que medidas devo tomar para proteger os meus filhos?

As crianças podem ser tão como vulneráveis online quanto o são no mundo real, e é importante que entenda os potenciais perigos. Há coisas que você pode fazer para minimizar a possibilidade deles se verem expostos a tais perigos.

 

  • Fale com os seus filhos acerca dos potenciais perigos que eles enfrentam online.

  • Se possível, coloque o seu computador numa sala comum e tente fazer do computador uma experiência familiar compartilhada.

  • Encoraje os seus filhos para que falem consigo sempre que algo que eles experimentaram online os perturbe ou os faça sentirem-se desconfortáveis.

  • Restrinja os conteúdos a que o seu computador pode aceder. Muitas soluções de segurança para a Internet permitem que o faça. Além disso, o Internet Explorer inclui um Conselheiro de Conteúdo que pode ajudá-lo a fazê-lo (encontra-se em Ferramentas | Opções de Internet | Conteúdo ).

  • Siga as anteriores directrizes para proteger o seu computador de programas maliciosos e hackers, e explique aos seus filhos como isto pode ajudar a protegê-los.

  • Forneça-lhes directrizes acerca do que eles podem ou não fazer. Aqui estão algumas coisas nas quais deve pensar:

    Agrada-lhe que os seus filhos...

    • se registem em networks sociais ou outros websites?

    • efectuem compras online?

    • façam downloads de ficheiros de música, vídeo ou programas?

    • usem programas de mensagens instantâneas?

    • visitem salas de chat na Internet?

      (Em caso de resposta afirmativa nos dois últimos casos, certifique-se de que os seus filhos não comuniquem com utilizadores que desconhecem.)

    Lembre-se de que as respostas devem alterar-se à medida que os seus filhos se vão tornando mais adultos.

Para proteger os seus filhos online:

  • Fale-lhes acerca dos potenciais perigos;

  • Coloque o seu computador numa sala comum;

  • Encoraje os seus filhos para que falem consigo acerca das suas experiências online;

  • Forneça-lhes directrizes para a sua actividade online;

  • Use as definições dos seus programas de forma a restringir os conteúdos a que os seus filhos podem aceder online;

  • Siga os conselhos anteriores para proteger o seu computador de programas maliciosos e de ataques de hackers;

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab ZAO.

Todos os direitos reservados.