Centro de Segurança na Internet

Segurança em Wi-Fi pública

Numa sondagem recente, 70% dos proprietários de tablets e 53% dos proprietários de smartphones/telemóveis indicaram que utilizavam hotspots Wi-Fi públicos. Contudo, visto que os dados enviados através de redes Wi-Fi públicas podem ser facilmente intercetados, muitos utilizadores de computadores portáteis e dispositivos móveis arriscam a segurança das respetivas informações pessoais, identidade digital e até do próprio dinheiro. Além disso, se o dispositivo ou computador não estiver protegido por um produto de segurança e anti-malware eficaz, os riscos são ainda maiores.

Sugestões para segurança sem fios em redes Wi-Fi públicas

Há cafés, hotéis, centros comerciais, aeroportos e muitos outros locais que oferecem aos seus clientes acesso gratuito a redes Wi-Fi públicas, sendo esta uma forma conveniente para consultar o e-mail, acompanhar a atualidade nas redes sociais ou navegar na Web quando está fora. No entanto, os cibercriminosos espiam frequentemente redes Wi-Fi públicas e intercetam dados transferidos através da ligação. Desta forma, o criminoso pode aceder a credenciais bancárias dos utilizadores, palavras-passe de contas e outras informações valiosas.

Seguem-se algumas sugestões úteis da equipa de especialistas em segurança na Internet da Kaspersky Lab:

  • Ter cuidado
    Por definição, as redes Wi-Fi públicas não são seguras, pelo que é preciso ter cuidado.

  • Não esquecer que qualquer dispositivo pode estar em risco
    Computadores portáteis, smartphones e tablets estão suscetíveis aos riscos de segurança sem fios.

  • Tratar todas as ligações Wi-Fi como suspeitas
    Não pressuponha simplesmente que a ligação Wi-Fi é legítima. Pode ser uma ligação fictícia estabelecida por um cibercriminoso que está a tentar captar informações pessoais valiosas de utilizadores desprevenidos. Questione tudo e não se ligue a pontos de acesso sem fios desconhecidos ou não reconhecidos.

  • Tentar verificar se é uma ligação sem fios legítima
    Algumas ligações fictícias estabelecidas por utilizadores maliciosos terão um nome deliberadamente semelhante ao do café, hotel ou local que oferece Wi-Fi grátis. Se puder confirmar junto de um funcionário do local que oferece a ligação Wi-Fi pública, peça informações sobre o respetivo ponto de acesso Wi-Fi legítimo, tais como o nome da ligação e o endereço IP.

  • Utilizar uma VPN (rede virtual privada)
    Ao utilizar uma VPN quando se liga a uma rede Wi-Fi pública, estará efetivamente a utilizar um "túnel privado" que encripta todos os seus dados que passam pela rede. Tal pode ajudar a evitar que os cibercriminosos, escondidos na rede, intercetem os seus dados.

  • Evitar a utilização de tipos específicos de website
    É boa ideia evitar o início de sessão nos websites em que haja probabilidade de os cibercriminosos captarem a sua identidade, palavras-passe ou informações pessoais, tais como sites de redes sociais, serviços bancários online ou quaisquer websites que guardem as suas informações de cartões de crédito.

  • Considerar a utilização do telemóvel
    Se necessitar de aceder a quaisquer websites que armazenam ou requerem a introdução de quaisquer informações sensíveis, incluindo redes sociais, compras online e sites de bancos online, pode valer a pena aceder aos mesmos através da rede do seu telemóvel, em vez de utilizar a ligação Wi-Fi pública.

  • Proteger o seu dispositivo contra ciberataques
    Certifique-se de que todos os seus dispositivos estão protegidos por uma solução de segurança anti-malware rigorosa e garanta que esta é actualizada com a maior regularidade possível.

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab

Todos os direitos reservados.