Notícias de Vírus

2014janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulho
2013janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2012janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2011janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2010janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2009janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2008fevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro

12 fev 2014   Comunicados de Imprensa, Notícias de Vírus

Kaspersky Lab descobre "A Máscara", uma das operações de ciberespionagem mais avançadas de sempre

Surge um novo factor de ameaça: os atacantes são de idioma hispânico e dirigem-se a instituições governamentais, companhias de energia, petróleo e gás, assim como a outras vítimas de elevado perfilJá se contabilizaram mais de 380 vítimas únicas entre mais de 1000 IPs. As infecções foram observadas em países como Espanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, França, Alemanha, Gibraltar, Suíça, Tunísia, Estados Unidos ou VenezuelaPor vezes, os atacantes utilizam subdomínios nos websites para que pareçam mais reais. Estes subdomínios simulam as secções dos principais jornais de Espanha, bem como do "The Guardian" e do "The Washington Post"A equipa de investigação de segurança da Kaspersky Lab anunciou a descoberta de "A Máscara" (também conhecido como Careto), uma nova e avançada ciberameaça de fala hispânica que tem estado envolvida em operações globais de ciberespionagem pelo menos desde o ano 2007. O que torna especial a Máscara é a complexidade do conjunto de ferramentas utilizadas pelos atacantes. Inclui um programa malicioso extremadamente sofisticado, um rootkit, um bootkit e versões para Mac OS X e Linux e, possivelmente, para Android e iOS (iPad / iPhone).Os alvos principais foram instituições governamentais, representantes diplomáticos e embaixadas, além de companhias de energia, petróleo e gás, organizações

12 fev 2014   Notícias de Vírus

Lista de aplicações maliciosas no Android chega aos 10 milhões

Em finais de Janeiro de 2014, a Kaspersky Lab havia já acumulado cerca de 200.000 amostras únicas de malware para dispositivos móveis, mais 34% desde Novembro passado, já que o número de programas maliciosos móveis registados há apenas dois meses era de 148.000 amostras

← Previous   |   Top Of Page   |   Next →

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab

Todos os direitos reservados.