Pequeno: o mesmo que inocente?

05 nov 2009
Notícias de Vírus

Ao tornarem-se cada vez mais populares no Twitter, Facebook e companhia, os URLs abreviados podem conter links para websites maliciosos. A nova ferramenta “Krab Krawler” de Kaspersky Lab torna o Twitter mais seguro ao analisar tweets afixados no Twitter.

Aproximadamente 26 por cento de todos os tweets postos no Twitter contêm URLs, dos quais muitos são encurtados via serviços especiais como tinyurl, bit.ly ou myloc.me. Ao obscurecer o URL verdadeiro, clicar numa conexão abreviada num tweet pode conduzir a riscos variados, tais como ser conduzido a sites maliciosos ou sites spam. A nova ferramenta “Krab Krawler” do Kaspersky Lab ajuda os analistas de vírus nos laboratórios a descobrirem ataques contra o Twitter ao analisarem milhões de tweets. “Estamos a analisar quase 500.000 novos URLs únicos que aparecem em posts do Twitter a cada dia”, diz Costin Raiu, Perito de Segurança Principal do Kaspersky Lab EEMEA. “Destes, entre 100 e 1.000 são ataques malware.”

A ferramento examina cada post público que aparece no Twitter, extraindo quaisquer URLs que contenham e logo analisa a página Web à qual eles conduzem. Para além do "Krab Krawler”, cada utilizador de Internet deve assegurar-se de que está a proteger o seu portátil ou computador através de uma solução de segurança abrangente, tal como Kaspersky Internet Security 2010 ou Kaspersky Anti-Virus 2010.

Para descobrir mais acerca de Ameaças ao Computador visite: www.kaspersky.pt/threats.

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab

Todos os direitos reservados.