Comunicados de Imprensa

2014janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulho
2013janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2012janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2011janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2010janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2009janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2008fevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro

19 fev 2014   Comunicados de Imprensa

Como software legítimo também se pode tornar malicioso: o caso do Absolute Computrace

A Kaspersky Lab confirma a existência de uma ameaça oculta nas BIOS dos computadores portáteis mais populares e avisa que o software anti-roubo Absolute Computrace pode sequestrar o equipamento remotamenteMilhões de computadores executam o software Absolute Computrace e um grande número de utilizadores podem não ter consciência de que está activo e em funcionamentoA equipa de investigação de segurança da Kaspersky Lab acaba de publicar um relatório que confirma - e demonstra - que a aplicação de software anti-roubo comercializado pela Absolute Software pode passar de um utilitário defensivo a uma grande ferramenta útil para hackers.Este software tem uma vulnerabilidade que permitiria a um atacante o acesso completo a milhões de computadores dos utilizadores. O foco da investigação realizada foi o agente Absolute Computrace que reside no firmware ou PC ROM BIOS, dos computadores portáteis e desktop modernos.Na origem deste projecto de investigação esteve a descoberta de que o agente Computrace corria sem autorização prévia em vários equipamentos privados dos analistas da Kaspersky Lab, assim como nos computadores corporativos. O Computrace é um produto original desenvolvido pela Absolute Software e, apesar de ter um componente na BIOS, não deveria ser activado a não ser que o proprietário contrate e instale

12 fev 2014   Comunicados de Imprensa, Notícias de Vírus

Kaspersky Lab descobre "A Máscara", uma das operações de ciberespionagem mais avançadas de sempre

Surge um novo factor de ameaça: os atacantes são de idioma hispânico e dirigem-se a instituições governamentais, companhias de energia, petróleo e gás, assim como a outras vítimas de elevado perfilJá se contabilizaram mais de 380 vítimas únicas entre mais de 1000 IPs. As infecções foram observadas em países como Espanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, França, Alemanha, Gibraltar, Suíça, Tunísia, Estados Unidos ou VenezuelaPor vezes, os atacantes utilizam subdomínios nos websites para que pareçam mais reais. Estes subdomínios simulam as secções dos principais jornais de Espanha, bem como do "The Guardian" e do "The Washington Post"A equipa de investigação de segurança da Kaspersky Lab anunciou a descoberta de "A Máscara" (também conhecido como Careto), uma nova e avançada ciberameaça de fala hispânica que tem estado envolvida em operações globais de ciberespionagem pelo menos desde o ano 2007. O que torna especial a Máscara é a complexidade do conjunto de ferramentas utilizadas pelos atacantes. Inclui um programa malicioso extremadamente sofisticado, um rootkit, um bootkit e versões para Mac OS X e Linux e, possivelmente, para Android e iOS (iPad / iPhone).Os alvos principais foram instituições governamentais, representantes diplomáticos e embaixadas, além de companhias de energia, petróleo e gás, organizações

← Previous   |   Top Of Page   |   Next →

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab ZAO.

Todos os direitos reservados.