Comunicados de Imprensa

2014janeirofevereiromarçoabril
2013janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2012janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2011janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2010janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2009janeirofevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro
2008fevereiromarçoabrilmaiojunhojulhoagostosetembrooutubronovembrodezembro

07 out   Comunicados de Imprensa

Menos spam mas mais perigoso – e o phishing cresceu 10 vezes

Os utilizadores dos sites de redes sociais continuam a ser o alvo mais cobiçado dos ataques phishing,absorvendo 29,6% dos ataques.Cada vez são mais frequentes os ataques dirigidos e sofisticados, já que representam um benefício económico maior que a publicidadeNo mês de Agosto, o spam foi particularmente perigoso. A quantidade de mensagens de email fraudulentas e maliciosas aumentou de forma muito significativa, enquanto a percentagem de spam em geral registou uma notável diminuição, de acordo com dados do relatório de spam de Agosto realizado pela Kaspersky Lab.O volume de spam no tráfego de email diminuiu 3,6% face ao mês anterior, ficando nos 67,6%. Mas a quantidade de mensagens de phishing no fluxo de email cresceu dez vezes, atingindo 0,013%. Ainda segundo o relatório, 5,6% das mensagens electrónicas continham anexos maliciosos, mais 3,4% que no mês anterior.A queda no envio de mensagens de spam nos últimos meses deve-se ao facto de os cibercriminosos estarem a mudar o seu modus operandi. Cada vez são mais frequentes os ataques dirigidos e sofisticados, já que representa para os seus autores um benefício económico maior que o gerado pela publicidade. O regresso às aulas Como era de esperar, o isco dos spammers de todo mundo em Agosto foi

03 out   Comunicados de Imprensa

Novo malware no Google Play: Ad Plus faz-se passar por AdBlock Plus

A Kaspersky Lab acaba de emitir um alerta sobre uma aplicação maliciosa que simulava ser o popular AdBlock Plus usado por milhões de pessoas em todo o mundo para bloquear anúncios enquanto navegam na Internet. De acordo com Dmitry Bestuzhev, diretor de Investigação e Análise da equipa GREAT da Kaspersky Lab, em vez de bloquear a publicidade, a aplicação envia mais anúncios do que o normal para os utilizadores, anúncios que também comprometem a privacidade dos seus dados. "Este é um daqueles casos em que o utilizador procura proteção, mas só encontra problemas", diz Bestuzhev. Uma vez instalada no dispositivo, a app atribui várias permissões, incluindo o acesso a mensagens SMS, lista de contatos e registos de ficheiros que contêm informações confidenciais do utilizador. Além disso, a app tem a capacidade de alterar as configurações de Bluetooth e permitir ligações de entrada de outros dispositivos. O Adware, que foi já removido do Google Play, é rentabilizado através de uma rede de publicidade móvel baseada no Brasil, que permite ao cibercriminoso receber dinheiro por cada clique e instalação feita pelas suas vítimas.De acordo com um estudo realizado pela Kaspersky Lab e pela B2B Internacional em agosto de 2013, mais de 50% dos proprietários

30 set   Comunicados de Imprensa

Kaspersky Lab reforça a sua posição no mercado de segurança endpoint

Lisboa, 30 de Setembro de 2013 - A Kaspersky Lab foi classificada como o terceiro fabricante mundial do mercado de segurança endpoint empresarial, segundo o relatório “Worldwide Endpoint Security 2013–2017 Forecast and 2012 Vendor Shares” da IDC. No mercado da segurança endpoint empresarial, a Kaspersky Lab conta com o Kaspersky Endpoint Security for Business, que já dispõe de 13% de quota de mercado.Os especialistas da IDC prevêem que o mercado da segurança endpoint para empresas irá registar o seu crescimento máximo nos próximos 5 anos, com uma média de 11%. Segundo dados do relatório, “a IDC espera que o mercado endpoint seja liderado por soluções de segurança integradas que incluam soluções anti-malware, desktop firewall, prevenção contra um ataque ao servidor, whitelisting, encriptação heurística avançada, e correcções de segurança. Uma única solução é mais fácil de instalar e gerir, já que é capaz de combinar as capacidades de produtos independentes”.“O contínuo sucesso da Kaspersky Lab no mercado corporativo está directamente relacionado com seu foco no utilizador final, que requer soluções integradas e com a correcta combinação de novas tecnologias”, explica Charles Kolodgy, vice-presidente de análise de produtos de segurança da IDC.“A segurança endpoint corporativa é a chave do negócio actual da

26 set   Comunicados de Imprensa

Kaspersky Lab anuncia a descoberta de "Icefog", uma campanha de ciberespionagem que recorre a “cibermercenários”

Surge uma nova tendência, o aparecimento de pequenos grupos de “cibermercenários” cujos serviços são contratados para perpetrar golpes e executar operações muito precisasOs cibercriminosos mostram interesse pelo sector militar, desenvolvimento de sistemas, empresas de investigação, operadores de telecomunicações, operadores de satélite e meios de comunicação Foram identificadas versões do Icefog tanto em sistemas Windows como Mac OS XAlém do Japão e da Coreia do Sul, foram registadas muitas ligações do sinkhole com vários outros países, incluindo Taiwan, Hong Kong, China, EUA, Austrália, Canadá, Reino Unido, Itália, Alemanha, Áustria, Singapura, Bielorrússia e Malásia  Ao todo, foram descobertos mais de 4.000 IPs únicos infectados e várias centenas de vítimas (algumas dezenas de sistemas Windows e mais de 350 do sistemas Mac OS XA equipa de investigação de segurança da Kaspersky Lab publica hoje um novo trabalho de investigação sobre a descoberta do "Icefog", um pequeno mas muito activo grupo de APT (Ameaças Persistentes Avançadas) centrado em alvos da Coreia do Sul e Japão, perturbando o funcionamento da cadeia de distribuição de empresas ocidentais. A operação teve início em 2011 e aumentou em tamanho e alcance nos últimos anos."Durante os últimos anos observámos um elevado número de APTs que atacavam qualquer tipo de vítima e

20 set   Comunicados de Imprensa

78% dos europeus considera o Facebook a rede social mais insegura de todas

Relatório de Segurança Multidispositivo 2013

06 set   Comunicados de Imprensa

Trojans bancários dominaram malware do tráfego de email em Julho

Edward Snowden torna-se num dos claros protagonistas do spam de JulhoVolume total de spam já representa 71,2% de todo o tráfego de emailDe acordo com o Relatório de Spam de Julho da Kaspersky Lab, a percentagem de spam no tráfego de correio electrónico em Julho aumentou apenas 0,1%, mas já representa 71,2% de todo o email. Os anexos maliciosos estão presentes em 2,2% de todas as mensagens de correio electrónico, um aumento de 0,4 pontos face ao mês anterior. Por outro lado, o nível de phishing caiu mais de metade em comparação com Junho, e a sua média actual é de 0.0012%.Os Trojans Spy – concebidos para roubar informação financeira das suas vítimas- foram os programas maliciosos mais populares distribuídos através de mensagens de email: por exemplo, as variantes da família Zbot representaram 23,4% de todos os programas maliciosos propagados no mês de Julho.Voltaram, ainda, a registar-se envios em massa nos quais os spammers exploram o interesse geral pelos grandes eventos e notícias. Por esse motivo, o tão esperado nascimento do bebé real na Grã-Bretanha e o escândalo de espionagem que implica Edward  Snowden não passaram despercebidos aos spammers.O escândalo que envolve oantigo colaborador da Agência Nacional de Segurança (NSA)

05 set   Calendário de Eventos

Kaspersky Lab presente na IFA 2013: Segurança inteligente para computadores e electrónica de consumo

A Kaspersky Lab está uma vez mais presente na IFA, que decorre em Berlim de 6 a 11 de Setembro, sob o lema "Inteligente na vida -. Seguro na rede. Proteja a sua identidade digital"

30 ago   Comunicados de Imprensa

30% das infecções por malware espalham-se através de USB … estará a sua pen “limpa”?

Hoje em dia, a grande maioria dos utilizadores tem consciência das ameaças que se podem encontrar quando navega na Internet. De emails de phishing a links maliciosos ocultos em banners, navegar na Internet pode ser uma missão realmente perigosa se não se tomarem as devidas precauções. Mas então e as ameaças offline? É importante não esquecer que os equipamentos não estão apenas vulneráveis a ciberataques. É cada vez mais comum os cibercriminosos explorarem novas vias de ataque às suas vítimas, como é o caso dos dispositivos de armazenamento amovíveis.Com efeito, segundo o último relatório de malware da Kaspersky Lab, 30% das infecções de malware espalham-se através das memórias USB ou de cartões SD. Este tipo de dispositivos é frequentemente utilizado, tanto para partilhar documentos com os colegas de trabalho como para passar fotos a amigos e familiares. Ainda que pareçam inofensivos, se caírem em mãos erradas podem revelar-se muito perigosos.Um atacante pode infectar um equipamento com um malware introduzido numa memória USB, que depois de ligada ao computador da vítima pode continuar a espalhar esse mesmo malware por outros equipamentos. Estes dispositivos amovíveis também se podem utilizar para roubar informação directamente do computador ou, dado o seu tamanho tão pequeno

12 ago   Comunicados de Imprensa

Procura emprego? O que publica nas redes sociais pode prejudicar as suas hipóteses de o encontrar

10% dos candidatos a novo emprego entre os 16 e 34 anos já foram descartados devido aos seus perfis em redes sociais

12 jul   Comunicados de Imprensa

Socorro, roubaram-me o dispositivo móvel! Sabe o que fazer quando isto acontece?

Todos os anos se perdem ou são roubados milhares de dispositivos móveis, a maior parte deles no Verão. Proteger os nossos dispositivos móveis é imprescindível se não queremos ver as férias arruinadas

© 1997 - 2014 Kaspersky Lab ZAO.

Todos os direitos reservados.