ESPECIAL DIA DA MÃE: Como ser a Mãe 3.0 do século XXI

04 mai
Press Releases

  • 34% das crianças europeias confirma que aceitou como amigos nas redes sociais pessoas que não conhece pessoalmente e 14% já enviou a esses “amigos” as suas fotos ou vídeos*
  • O Controlo Parental protege as crianças dos conteúdos nocivos e é uma das ferramentas fundamentais de segurança TI a ter em casa

Os novos tempos deram lugar a gerações de nativos digitais, crianças que utilizam a tecnologia, a Internet e as redes sociais como mais um elemento do seu quotidiano com total naturalidade. Dar este mesmo salto nem sempre é fácil para as mães, mas é a cada vez mais necessário. Saber como funciona este mundo tecnológico e ser capazes de educar e proteger os mais pequenos faz parte da vida das novas mães do século XXI e esse é o objectivo do Passaporte Mãe 3.0 criado pela Kaspersky Lab.

De acordo com algumas das conclusões do Relatório EU Kids On-line Survey, os menores europeus entre os 9 e os 16 anos têm alguns hábitos preocupantes que evidenciam a necessidade de estabelecer uma série de orientações de navegação em casa e de estabelecer uma série de mecanismos de segurança específicos.

O que fazem as crianças na Internet?*

  • 40% já fez novos amigos na Internet
  • 34% já aceitou como amigos nas redes sociais pessoas que não conhece pessoalmente
  • 16% já se fez passar por outra pessoa na Internet em determinada altura
  • 15% já enviou informação pessoal a pessoas que não conhece pessoalmente
  • 14% já enviou fotos ou vídeos a pessoas que não conhece pessoalmente

“A tecnologia é uma grande ajuda para podermos saber como se movimentam os nossos filhos na Internet, que páginas ou redes sociais visitam e que uso fazem desta ferramenta, que, bem utilizada, lhes oferece uma infinidade de possibilidades. Por ocasião deste Dia da Mãe, a Kaspersky Lab resolveu elaborar um Passaporte 3.0 para as mães perceberem de uma forma simples, prática e compreensível como utilizar ferramentas importantes para a protecção da vida digital dos seus filhos, como o controlo parental. Damos, ainda, alguns conselhos educativos e quotidianos para que as mães possam iniciar esta viagem através da Rede de forma segura, passando esses ensinamentos aos seus filhos”, sublinha Vanessa González, directora de comunicação da Kaspersky Lab.

Instale o computador numa sala de uso comum a toda a família, de maneira que as experiências online sejam partilhadas por todos

Coisas que uma Mãe 3.0 deve ter bem presente:

As soluções de segurança são só o primeiro passo para proteger as crianças dos aspectos negativos que podem derivar de um mau uso da Internet.

  1. O diálogo é a melhor solução. Fale com os seus filhos sobre os potenciais perigos com que se podem deparar, para que tenham consciência dos riscos que acompanham os seus comportamentos na Internet.
  2. Instale o computador numa divisão familiar de forma a que as experiências online sejam partilhadas por toda a família.
  3. Oriente-os sobre o que podem ou não fazer na Internet de acordo com as suas necessidades ou idades.
  4. Restrinja o conteúdo a que podem aceder através do computador.
  5. Utilize uma solução de segurança para Internet que inclua a função de Controlo Parental e mantenha-a sempre actualizada.
  6. A solução de segurança para o lar deve facilitar a filtragem de conteúdos indesejáveis da Web (recursos de conteúdo erótico, extremista ou violento); activar a função de “pesquisa segura” na maioria dos motores de busca; evitar que a criança visite determinados sites ou grupos para adultos nas redes sociais; proibir o envio de qualquer tipo de dado pessoal nas redes sociais e sistemas de mensagens instantâneas; e bloquear os sites de phishing e pornográficos, além de proteger contra o spam.

    O Controlo Parental protege as crianças dos conteúdos não apropriados e é uma das ferramentas fundamentais que deve sempre fazer parte da solução de segurança instalada nos nossos computadores domésticos.



    * Dados extraídos do estudo EU Kids Online Survey