Chegou o Natal e as compras na Internet, mas… com cuidado!

14 dez
Press Releases

  • As compras online são cada vez mais populares entre os utilizadores portugueses.
  • Mas esta é também uma época de grande actividade para os cibercriminosos.
  • A Kaspersky Lab oferece uma série de conselhos para que se possa proteger neste Natal, comprando online de forma segura.

O Natal é tempo de fazer compras – mesmo em tempos de crise como os que atravessamos – e as compras através da Internet oferecem uma alternativa simples, eficaz e rápida de adquirir tudo o que é preciso. Mas este é também um período de oportunidade para os cibercriminosos, que aproveitam as festividades para burlar, roubar informação e ganhar dinheiro à custa dos consumidores mais ingénuos.

A Kaspersky Lab oferece uma série de conselhos para que se possa proteger neste Natal, comprando online mas de forma segura.

Conselho 1: Proteja o seu computador

Ninguém se deveria aventurar na Internet sem um mínimo de protecção. Isto inclui, pelo menos, um firewall que impeça a entrada de malware e um antivírus adequado que proteja o equipamento, assim como um sistema operativo e um browser Web actualizados.

Conselho 2: Desconfie das “pechinchas”

As compras online podem poupar-lhe muito dinheiro. Os motores de busca e comparadores de ofertas dão aos utilizadores informação actualizada em tempo real com os melhores preços. Mas todo o cuidado é pouco, sobretudo com as “pechinchas”: se, por exemplo, encontrar de repente um novo iPhone 4S (que custa cerca de 600 euros, aproximadamente) por apenas 200 euros, deve sempre suspeitar. Analise com muito cuidado as ofertas que à primeira vista parecem ser as mais vantajosas.

Conselho 3: Páginas Web falsas

Muitas vezes, os hackers criam sites falsos para enganar os utilizadores. Portanto, deve sempre verificar cada site que visita e ter um especial cuidado com os dados que introduz nestes sites.

Conselho 4: Informações pessoais – Vá com cuidado

Comprar através da Internet obriga à introdução de dados pessoais, mas nada justifica fazê-lo antes do tempo. Muitos websites fraudulentos tentam ganhar acesso a uma grande quantidade de informação acerca do utilizador, mesmo antes de este poder visualizar os seus produtos. Deve sempre evitar este tipo de sites.

Conselho 5: Navegue só em páginas encriptadas

A encriptação das lojas online é algo essencial. No campo do endereço Web do seu browser verá que, em vez de “http://...”, aparece “https://...”, o que significa que é uma página segura. Ainda assim, antes de introduzir informação confidencial nestas páginas, deve sempre examinar o certificado de segurança do website.

Conselho 6: Utilize um cartão de crédito específico para as compras online

Tenha um cartão de crédito com um reduzido plafont exclusivo para as compras online (ou, inclusive, um cartão pré-pago). Se os seus dados caírem nas mãos erradas, esta medida irá, pelo menos, limitar os danos.

Conselho 7: Utilize passwords seguras

Para “hackear” passwords, os cibercriminosos utilizam “glossários” onde se incluem as mais óbvias. Portanto, deve sempre utilizar passwords seguras e complexas. E, de preferência, uma diferente para cada serviço da Internet. As passwords que contêm detalhes pessoais, como a sua data de nascimento, são especialmente fáceis de rastrear.

Conselho 8: Guarde sempre os recibos

Guarde sempre os recibos das suas compras online. A vantagem desta medida é óbvia: só guardando estes comprovativos – bem como as confirmações de encomenda e as facturas – poderá defender-se de futuras discrepâncias entre aquilo que realmente comprou e o que acabou por receber ou pagar.

Conselho 9: Faça uso das políticas de devolução

As lojas online, como qualquer outro estabelecimento comercial, têm uma política de devolução. Isto significa que o utilizador tem o direito de inspeccionar os produtos comprados e devolvê-los dentro de um determinado período de tempo, sem necessidade de justificar essa devolução.